Entrevista à Ana Ribeiro

Olá Diamond´s

 

Espero que estejam a ter um ótimo fim de semana e hoje apresento-vos a blogger Ana Ribeiro autora do blogue BlogueEscreviver e também escritora. Sim isso mesmo , tudo em 1 não é fantástico? Temos mais uma entrevista para vocês aqui no blogue e com todo o gosto que vos dou a conhecer a excelente pessoa que tenho o prazer de conhecer, muito obrigada minha querida por me continuares a ajudar em tanta coisa e claro por teres aceite ser entrevistada para o meu blogue.

No fim do post podem ter acesso aos links que disponibilizo da Ana e vamos dar inicio  à entrevista!

Para ser grande, sê simples.

Quando surgiu o gosto pela escrita ?

O gosto pela escrita surgiu no início da adolescência a partir do gosto pela leitura e da escrita de vários diários pessoais, que se prolongou até à idade adulta.

 

Tens um blogue, és também escritora e o que mais podemos saber de ti??

Sou licenciada em Análises Clínicas e Saúde Pública, desde 2010. Infelizmente, não exerço a profissão. Adoro animais, ouvir música, ver um bom filme/série, fotografar e rir. E sou apaixonada pela cidade de Nova Iorque.

 

Como foi iniciar o primeiro livro ? E teres escrito poesia como foi arranjar um título que se enquadrasse ?

O primeiro livro, editado em 2011, surgiu a partir de um incentivo de um amigo a quem mostrei alguns poemas que havia escrito e que foram, mais tarde publicados, na minha primeira colectânea de poesia intitulada: “Diário de uma Vida”. Publicar um livro não estava de todo previsto; eu era uma jovem muito tímida que olhava a escrita como um refúgio; por isso, gostava de escrever só para mim. No entanto, na altura tinha 23 anos e publicar um livro com essa idade, era para mim, algo fenomenal. Por isso, depois de enviar alguns poemas para editoras e receber feedback positivo, ainda que tenha sido de apenas uma editora, deixou-me eufórica e cheia de entusiasmo.

Relativamente ao título escolhido, queria que reflectisse algo meu, uma característica da minha personalidade; por isso, achei que chamar-lhe: “Diário de uma Vida”, era o melhor título. É nos diários que escrevemos segredos, emoções, sentimentos. Foi assim que comecei a escrita e era assim que eu queria que o primeiro livro fosse.

 

Na apresentação do teu primeiro livro qual foi a sensação de dar a conhecer às pessoas quem és e a tua escrita ? Sentiste o típico nervoso miudinho ?

Como disse acima, eu era muito tímida e detestava estar em sítios com muita gente. Quando me apercebi, tinha o auditório da Biblioteca Municipal de Chaves cheio, estiveram cerca de 100 pessoas na apresentação, foi uma prova de fogo à minha timidez que acabou por ser muito positiva. Por mais livros que se editem, o nervosismo vai estar lá sempre, apesar de com o tempo, irmos conseguindo contorná-lo.

 

Atualmente está para chegar novidades, conta-nos tudo… Como é conseguir inspiração para dar continuidade ao teu gosto pela escrita?

Em 2017 publiquei um dos livros mais desejados, no qual trabalhei durante 5 anos: desde 2011 a 2016, intitulado “Ao Teu Lado”. Uma história sobre a diferença, sobre amizade verdadeira e genuína, sobre partilha e confiança e claro sobre amor incondicional. Porém, as coisas com a editora não foram muito positivas e decidi melhorar o texto e republicar o livro este ano em edição de autor, já podem adquiri-lo na Amazon ou através de mim, autografado.

 

A personagem “Miguel” é inspirada em alguém?

Sim. Para construir o Miguel inspirei-me num amigo meu. Foi a nossa amizade que inspirou este livro.

 

Como surgiu as personagens Ana e Miguel?

A história deste livro e as suas personagens surgiram a partir de um desafio que me foi feito, durante a minha participação numa Feira do Livro realizada pelo grupo de Bibliotecas Escolas de Chaves, em 2011. Desafiaram-me a sair da minha zona de conforto: a poesia, para escrever uma história para crianças. Apesar de me sentir renitente em aceitar o desafio porque sabia que não tinha experiência a escrever histórias (tinha editado o primeiro livro há uma semana) e que escrever prosa é mais exigente, a paixão pela escrita falou mais alto e aceitei o desafio. Longe de imaginar que iria ser a história mais marcante do meu percurso de escrita.

Qual é o teu mantra quando escreves?

Se estiver a pensar iniciar uma nova história começo por resumir na minha cabeça como quero que as personagens sejam e também faço um resumo da história. Depois começo a desenvolver o texto e só perto do fim é que escolho o título.

 

Uma frase que te descreva enquanto pessoa?

Para ser grande, sê simples.

 

Pensas um dia vires a escrever uma trilogia?

Talvez, quem sabe… Será um bom desafio!

 

Onde te inspiras para poderes dar continuidade assidua às publicações no teu blogue?

Nos meus gostos, nos meus livros, no dia-a-dia. Nas pessoas. Em tudo o que me rodeia.

1f0fa-ana2bribeiroanari2anari3anaribeiro

Blogue da Ana

Instagram da Ana

Página de Facebook

E assim dou por concluída mais uma entrevista no blogue, e espero que gostes minha querida Ana. No inicio do post têm também uma citação que gostei , e qual é a vossa que mais gostaram? Um beijinho

 

Anúncios

2 Replies to “Entrevista à Ana Ribeiro”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s