Projeto Fala-me de Amor | Texto da Joana Oliveira

Olá a todos

Como estão? Espero que o vosso fim de semana esteja a ser bom, e claro espero também que estejam a gostar desta nova cara do blogue que veio para prometer novos conteúdos e claro motivar-vos mais ainda a seguirem o blogue.

Como devem ter reparado os posts estão praticamente iguais como referi na publicação feita de ontem, retirei os que achava que não se adequava e que não gostava tanto. Agora com a nova cara do blogue, podem aproveitar para continuar a seguir o instagram do blogue porque ele não vai parar .

O que também não vai mudar é o gosto por todos os projetos que eu faço e continuo a trazer-vos com todo o maior gosto. Os projetos estão de volta e desta vês é da querida Joana Oliveira, uma rapariga excelente , blogger e claro com muita história para nos contar.

Espero que gostem de conhecer a Joana e podem claro deixar as vossas mensagens ou opiniões nos comentários, para também participarem nos projetos é muito simples , deixo o mail no fim.

Sou uma jovem mulher de 27 anos, que nasceu numa geração onde é um pouco difícil falar de amor. Na sociedade atual, é algo descartável, a própria palavra já não tem grande valor, ouvimos dizer um amo-te como quem diz olá.

Para mim isto tudo seria normal, mas não o é. Tive uma sorte incrível, conheci e vivi o que se pode chamar de amor, bem de perto.

Quando era pequena, os meus pais trabalhavam muitas horas e em horários diferentes, então tinha de sair da escola e ficar com os meus avós, claro que ficava triste por não estar tanto tempo com os meus pais, mas hoje em dia sou muito grata por ter ficado tanto tempo com os meus avós.

A minha avó era uma senhora magra, mas dura que sei lá, nasceu no Senhor roubado, perto de lisboa. desde nova que estava habituada a ter uma vida dura, de trabalho e pouco acesso a estudos. Mesmo assim tirou a carta e era ela quem comandava as coisas, com o seu feitio duro, mas com um lado doce, orientava tudo e hoje sei que mesmo o que não gostava tanto nela, era uma forma diferente dela mostrar amor.

O meu avô é o que chamo de um doce de homem, meigo, atento, generoso e sempre pronto a ajudar. Nasceu em Odivelas e é onde vive até hoje, desde novo aprendeu o que era vida dura, ficou sem o pai muito cedo e teve de trabalhar para dar de comer à mãe e aos irmãos, guardava gado descalço todo o dia e não falhava um, nem por nada.

Um dia a vida achou que eles ficavam bem um com o outro e acertou em cheio. Eram aquele casal que andava sempre às turras, a minha avó a querer mandar e o lado doce do meu avô a querer mandar nele, o que é certo é que aquilo era amor. Juntos construíram o mundo deles, uma casa, uma família e até um negócio próprio. Andavam pelo país a vender material para talhos, faziam de tudo e a minha avó ainda trabalhava numa escola. No meio de tanta coisa eram eles que cuidavam de mim, iam buscar-me à escola, davam-me comer, banho, ia todos os dias ao café depois de jantar com o meu avô e deixavam-me brincar na rua, onde fiz os meus melhores amigos. Lembro-me da sexta feira, era o dia da pizza, a minha avó fazia a massa e cada um de nós escolhia os ingredientes e fazia a sua própria pizza. era tão simples mas tão bom, foi tudo tão rápido, achamos que temos isto para sempre e quando damos conta só nos resta a lembrança.

Mas voltando ao tema principal, o amor, pois bem, a minha avó quando se reformou ficou doente, com demência e desde aí que o meu avô cuidou dela, tinha sempre a esperança que ela ia ficar bem, viveu 10 longos anos assim e sempre a ficar pior. O meu avô como os anos foi ficando como ela, mas sempre a querer estar do lado dela. Eu e a minha mãe tratamos deles sempre, todos os dias eu estava lá com eles, da mesma forma que eles estiveram para mim. E sabem o que é mesmo amor? É ao fim de 60 anos juntos, o meu avô de tarde ir dormir para ao pé da minha avó, eu chegar e ele estar destapado para não a acordar e de mão dada com ela. Todos os dias a chamava de amor, dava-lhe festas, beijos e dizia que era linda.

No dia 1 de Dezembro de 2017 a minha avó descansou, ficou em paz  e deixou um legado incrível do que é o amor. O meu avô ensinou-me, por palavras o verdadeiro significado de amar alguém, quando lhe disse que ela tinha partido.

Amar é mais do que uma palavra, é um sentimento transformado em mil gestos de amor, amar é sobre ficar, lutar e quando quebra consertar e não mandar fora. Isto é o amor para mim.

Joana Oliveira

Insta Profissional

Insta pessoal

Facebook

E este é mais um post de um dos projetos que nos permite abrir o nosso coração e falar de tudo o que nos vai na alma. Um texto que enche o coração e que deixa uma lágrima no canto do olho, mas uma história fantástica. Espero que gostem e até amanhã

Anúncios

One Reply to “Projeto Fala-me de Amor | Texto da Joana Oliveira”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s